InícioInício  PortalPortal  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Parceiros:

Compartilhe | 
 

 Ficha de Mirphak de Virgem

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mirphak de Virgem
Cavaleiro de Ouro
Cavaleiro de Ouro
avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 09/09/2012

Ficha CDZ
Vida::
2000/2000  (2000/2000)
Cosmo::
2000/2000  (2000/2000)
Level:: 01

MensagemAssunto: Ficha de Mirphak de Virgem   Dom Set 09, 2012 9:32 am

DADOS DO JOGADOR

Nome: Rodrigo
Idade: 21
Localidade: São Paulo
Disponibilidade: todos os dias

DADOS DO PERSONAGEM

Nome: Mirphak Kurosawa
Idade: 21
Local de Nasci.: Brasil
Deus Protetor: Athena
Cloth: Armadura dourada de Virgem
Mestre: --/--
Pupilos: --/--
Local de Treinamento: Japão

Características Físicas: Sua estrutura corporal é aparentemente frágil. Possui uma pele muito clara e cabelos longos e loiros. Seus olhos possuem leves traços orientais, a cor deles quase nunca é vista, mescla um tom azul com predominância esverdeada; não é muito alto, mas também não é baixo, para um descendente de japonês.
Quando não está com sua armadura dourada ele opta por roupas simples e confortáveis, com tons mais neutros, preferencialmente preto ou branco.


Características Psicológicas: Mirphak, a primeira vista parece ser uma pessoa tímida, porém com o passar do tempo ele começa a mostrar a sua verdadeira essência. Sua face emblemática some, quando está em meio a seus colegas do santuário. É tido como um comandante de tropas bem preocupado, zelando pela integridade de todos os seus subordinados.
Quando em missão ele age de forma completamente profissional, sendo meticuloso ao extremo. Seu estilo de luta é focado, altamente baseado em estratégias que deixam o adversário sem saídas óbvias, raramente partindo para um ataque físico.
Sua iluminação espiritual se deve a privação de sua visão, que o força a ver o mundo através da aura. Esta situação favorece a sua concentração, que é necessária para alguns de seus golpes.


[center]Habilidades
Citação :
I
Nome: Transmigração Energética
Descrição: A vida é composta por duas unidades básicas, a matéria e energia. Ambas seguem o mesmo princípio, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Deste postulado se baseia a habilidade de Mirphak, através de um dom e muito treinamento ele aprendeu a manipular a energia a seu bel-prazer, podendo transmutá-la da forma mais conveniente para si. Através desta habilidade é possível tanto ter uma noção de como o adversário realmente é, assim como ocultar a verdadeira essência de Obake.

Energia é um termo muito amplo, podendo ser desmembrado em diferentes categorias: Espiritual, Sentimental, Vital e Cósmica. Cada qual tem suas propriedades específicas e graus de mutabilidade diferentes, apresentando resultados distintos em sua manipulação.

I - Energia Espiritual
É a forma verdadeira da energia, sendo dela derivada os outros tipos de energia. Esta forma não pode ser alterada pelo virginiano, apenas pode ser direcionada, no âmbito de fazer invocações, ou dirigi-la a alvos específicos.

II – Energia Sentimental
É a forma mais volátil de energia, sendo facilmente manipulada e transmutada em outros tipos de energia. Os sentimentos são a forma mais inconsciente de manifestar energia, o ódio gera campos energéticos carregados, que podem ser explorados de forma a criar efeitos destrutivos, enquanto os sentimentos puros podem ser revertidos em energia vital.

III – Energia Vital
É o que dá o combustível para a vida. Esta forma de energia é imutável e não é possível de ser manipulada. Nela residem a força que move as pessoas em busca de seus objetivos. Este tipo de energia apenas pode ser sentido e sugestionado por Mirphak, sem fins ofensivos.

IV – Energia Cósmica
O cosmo é a energia, invisível, que percorre o corpo de todos os seres viventes, formando um ela invisível entre eles; tanto para o lado positivo quanto negativo. Todos os seres vivos são dotados de cosmo, mas apenas alguns aprendem a dominá-lo. É a forma energética mais moldável, sendo utilizada como combustível para os ataques principais do cavaleiro de Virgem.
Cada pessoa aprende a dominar o cosmo a sua maneira, alguns podem dominar elementos, enquanto outros se valem de materializações. Obake aprendeu a transmutar seu cosmo para criar energia ondulatória, podendo transcender às outras formas de energia, como espiritual e mental sendo mestre em ocultamento, invocação e ilusão.

Obs.: Não existe energia mental, ela é apenas o resultado da combinação de outras energias.


Citação :
II
Nome: Link espiritual
Descrição: Elevando o seu cosmo e sincronizando sua energia com o plano espiritual, Mirphak é capaz te criar um elo com o mundo etéreo. Sua energia se torna fria e altamente atrativa aos espíritos inferiores, que podem ser invocados sem maiores problemas.
Porém esta habilidade não se resume a simples invocações, com ela é possível que o cavaleiro sinta a alma dos adversários, assim como oculte a própria. É possível se comunicar com espíritos e até projetar a sua aura para outros planos ou locais distantes (desde que sejam conhecidos).

I – Invocações
O cosmo de Mirphak é transmutado em energia espiritual e as vibrações de sua energia entram em sincronia com o mundo dos espíritos. O brilho frio de seu cosmo é o alimento favorito dos seres que lá habitam, fazendo com que eles sejam atraídos para o plano carnal, onde ficam sob controle do virginiano. O gasto cósmico das invocações é praticamente nulo, no controle dos espíritos que reside o gasto.

II – Comunicação Astral
As vibrações da energia espiritual de Obake se equivalem às energias do plano espiritual, formando uma ponte de comunicação. Nesta modalidade não há trocas entre os planos e o gasto cósmico é desprezível.

III – Controle da Aura
Através de muita concentração o dourado consegue projetar a própria aura para fora de seu corpo, para realizar tarefas e até mesmo animar armaduras (se o espírito da mesma permitir). No entanto o gasto cósmico desta modalidade é muito alto e a concentração empregada deve ser total, lhe restringindo completamente os movimentos do corpo físico.

Citação :
III
Nome: Mestre da Mente
Descrição:Com muito treino e um dom natural o cavaleiro da sexta casa solar pode criar ilusões sensoriais e mentais muito reais em seus adversários, assim como transmitir imagens e pensamentos a seus aliados. Tocando o seus adversário, também, é possível extrair pensamentos momentâneos ou lembranças marcantes (A Cargo do Narrador).

Suas ilusões se baseiam na confusão do sistema nervoso do oponente, excitando determinadas áreas do cérebro do alvo. As ilusões podem variar de visões até sensações táteis muito reais, podendo capturar até os mais experientes guerreiros.

Uma vez dentro de uma ilusão do cavaleiro é muito complicado escapar, pois além da desordem mental o cavaleiro de virgem continua com ataques de outra natureza, enfraquecendo ainda mais o seu alvo.

A eficiência da habilidade depende da resistência mental do adversário e da quantidade de cosmo utilizada, podendo gerar ilusões muito reais ou, até, não surtir efeito.

Citação :
IV
Nome: Multiplicação.
Descrição: Com esta habilidade o cavaleiro de Virgem pode multiplicar algum objeto ou material. É mais eficaz quando o objeto a ser multiplicado é componente de seu corpo, pois ele já estará impregnado com seu cosmo. A habilidade somente é usada para multiplicar coisas que não possuem vida, como pedras, papéis e similares. Se o material a ser clonado for componente de seu corpo (ou tiver contato constante com sua alma) será mais eficiente e gastará menos cosmo; estes materiais vão desde sangue e saliva, até fios de cabelo ou objetos de uso pessoal.


Pontos galaticos e pontos de atrbutos


Cada personagem começa com 50 pontos de atributos.E coloque a quantidade cosmo e HP de acordo com a tabela de pontos.

HP: 2000
cosmo: 2000

Força:
Resistencia:
Habilidade: 50
Agilidade



Historia

Durante uma noite de verão, no interior da serra gaúcha, era possível ver a constelação de virgem brilhar com intensidade anormal. Neste dia específico o brilho das outras constelações pareciam coadjuvantes no céu; foi assim o dia do nascimento de Mirphak, o dia era 13 de setembro. Para os habitantes da colônia japonesa era apenas mais um mestiço nascendo, mas um velho andarilho sabia que este garoto era especial. Seus olhos mostravam uma bondade angelical, suas expressões eram suaves como a de um anjo, o cabelo, ainda bem ralo, era dourado. Não nasceu muito grande, nem chorou muito; mas os que estavam ao seu redor podiam sentir que seu espírito era forte.

Seus primeiros anos foram de muita felicidade, seus pais eram ricos e podiam lhe dar o melhor. Estudou nas melhores escolas e tinha um bom hábito espiritual; apesar de nascer no Brasil ele adotou a religião budista. Passsava horas e mais horas meditando, se comunicando com seus Deuses, pedindo por orientação e proteção para sua família.

O mundo andava muito instável, as terras da colônia já estavam sendo disputadas a tempos pelo governo local; Mirphak estava para perder sua casa, sua mãe havia adoecido. Foi, então, que chegou a proposta:

"venha ser treinado por mim, que lhe garantirei o direito de morar nestas terras"

O garoto aceitou a propósta; teve de abandonar sua casa, prometendo que um dia retornaria, para ajudar sua mãe. Por noites e mais noites a preocupação e a tristeza invadiram seus sonhos, a paz que sempre teve agora havia abandonado seu coração, o garoto só podia sentir um vazio no peito.

Os treinamentos avançavam, neles Mirphak estava aprendendo a concentrar sua energia nos punhos e pernas, podendo, assim, "rasgar os céus e a terra", como seu mestre dizia. A hábito de meditação ajudava muito, pois o princípio de concentração de energia vital era muito similar, essa energia era chamada de cosmo.

Foi neste momento que lhe foi apresentado uma nova Deusa, Athena, esta uma entidade de grande bondade, que prima pelos humanos e pela justiça.O budismo não excluía a possibilidade de acreditar em outros deuses, pois não é muito bem uma religião e sim um estilo de vida. Mirphak ficou muito empolgado com esta nova descoberta e abriu seu coração totalmente para Athena.

Mirphak já estava treinando a quase um ano, quando seu mestre lhe disse que para uma evolução total era necessário um desprendimento de tudo que havia de terreno; e para tanto lhe propôs uma missão. O garoto não sabia do que se tratava a missão, mas a aceitou, anseando apressar o fim de seu treinamento e poder retornar a sua casa.

Durante todo o tempo que passou treinando não houve um dia em que não orasse para que os Deuses tivessem piedade de sua mãe, rezou para que os seu amados amigos da vila estivessem bem. Não houve um dia em que não sentisse saudades e desejasse abandonar tudo, para, ao menos, ver seus antigos conhhecidos.

O tempo havia passado, muita coisa estava diferente, mas a energia era a mesma; onde um dia existiu uma vila hoje existiam escombros, muitas cinzas e nenhum sinal de vida.

- Sua colônia foi finalmente desapropriada, no começo do mês. Está vendo o que restou? Agora não há mais nada que lhe prende a esta terra. Você é
especial, juntos podemos chegar ao topo da ordem dos cavaleiros!


- Você mentiu para mim? Você me prometeu que todos ficariam bem, que a vila seria mantida!

- Se eu tivesse falado a verdade você nunca viria comigo, não podia perder um potencial tão bom quanto o seu...

- Onde está minha mãe? Meus amigos?


- Alguns se recusaram a sair... Tive que eliminá-los...

Um turbilhão de sentimentos acometeu Mirphak naquele momento, um misto de fúria e ódio tomou seu espírito. Seu corpo inteiro estava tremendo, cada célula de seu corpo queria vingança, por segundos esqueceu tudo que sua religião havia ensinado, agora ele pedia aos Deuses força para fazer a justiça.

- Temma, ouve seu discípulo fiel, ouve quem sempre seguiu os Deuses como o caminho universal; perdoe-me por corromper minha alma... Me entrego a
Teu castigo divino, mas faça a justiça, meus amigos, meus parentes, minha alma... Todos se foram.


O cosmo do jovem queimou, como nunca; nem Guilherme jamais havia sentido tal poder. Apesar do claro pedido de vingança sua aura era límpida, pura, quase divina. A personificação da Deusa Temma estava ao lado de Rodrigo, tudo ao redor adquiriu um ar diferente, envoltos por algo divino, mas também por algo estremamente terrível.
Da terra começaram a surgir espíritos inferiores, almas afogadas em pecado que jamais conseguiriam deixar de sofrer.

O pedido de Mirphak foi atendido, Guilherme recebeu seu castigo, porém o jovem também recebeu um grande peso nas costas, agora teria de conviver com o peso de ter tirado uma vida.

Por muito tempo o jovem se recusou a pensar em seus antigos Deuses, pois viu o que eles poderiam fazer. Pensava muito em Athena e sua capacidade de perdão. Claro que isto foi uma fase, Mirphak voltou a acreditar em seus Deuses, mas Athena se tornou muito mais importante, agora.

Tentando fugir do passado Mirphak se mudou para o Japão, procurando as origens de sua religião, implorando para que sua alma fosse perdoada. Durante todas as noites ele era assombrado pelo seu antigo mestre, sendo tragado para as profundezas da terra por espíritos sem luz.

Quando já estava totalmente perdido em sua dor que Mirphak encontrou um monge, que dizia poder ajudar. Não foi fácil confiar novamente em alguém, ainda mais depois de tudo que havia acontecido. Algo neste monge era diferente, algo nele era quase que como divino; o jovem resolveu dar mais uma chance a vida, confiar novamente nas pessoas.

Este Monge o treinou, mas este treinamento foi totalmente diferente. Não havia, praticamente, nenhuma técnica de força bruta; as técnicas eram todas de cunho espiritual. No treinamento Mirphak aprendeu a ocultar sua presença e invocar espíritos inferiores e usar sua energia vital para atacar.

A vida do jovem foi a mesma durante todos os anos que passou treinando, ou ele estava treinando ou estava meditando. Ninguém nunca via o rapaz andando pelos corredores do mosteiro, ou em qualquer outro lugar. Com o tempo deixaram de ver ele até durante a meditação, fato este que lhe rendeu o apelido de Obake, o fantasma.

A dor nunca deixou sua alma, seus sonhos sempre eram frequentados pelas cenas de sua vila destruída e/ou seu antigo mestre sendo tragado às profundezas. A meditação auxiliou a modular esta dor, conversar com os Deuses lhe trazia paz, por vezes ele passava dias e mais dias desaparecido, provavelmente meditando em algum ponto oculto do mosteiro.

Ao fim de seu treinamento Obake já dominava diversas técnicas, todas obtidas por meio de uma fina ligação com o mundo espiritual; ele podia comunicar com a menter e pedir auxílio a espíritos inferiores durante um treinamento/batalha.

Durante uma meditação a armadura de ouro veio a ele; seu mestre explicou que a armadura de virgem escolhia o homem mais próximo dos Deuses para lhe conferir seu poder e proteção. Explicou que junto com os benefícios desta armadura também haveriam muitos sacrifícios, agora ele era um cavaleiro de Athena, deveria protegê-la, nem que isto custasse sua própria vida.

Com isto veio o esclarecimento, sua missão já estava escrita desde seu nascimento. Assim como a filha de Zeus ele veio para terra com a missão de fazer o link entre o mundo espiritual e o mundo carnal. A humanidade está cada vez mais decadente e talvez esse seja o motivo para a sua volta, é necessário ensinar muitas coisas às pessoas, ensinar o caminho dos Deuses, com certeza Athena o apoiaria.

A missão não lhe pareceu absurda, muito pelo contrário, Mirphak acreditava que dar a vida para o bem das pessoas era o único caminho para a redenção; se Athena poderia, de alguma forma corrigir o mundo seria por ela que ele daria a sua vida.

Sua partida foi comemorada com um misto de alegria e tristeza pelos monges, por um lado eles sabiam que a missão do "fantasma" era muito maior e poderia, de alguma forma, ajudar a salvar o mundo e por outro lado se sentiam tristes, por perder um grande elo com o mundo espiritual. E foi assim que Mirphak partiu rumo ao santuário, sempre com as lembranças boas e ruins, para nunca esquecer que o bem e o mal são relativos. Que a justiça não está do lado da vitória e sim do lado dos que não se importam de perder para que haja paz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Admin SS Eternal
Admin
avatar

Mensagens : 79
Data de inscrição : 08/09/2012

Ficha CDZ
Vida::
0/100  (0/100)
Cosmo::
0/100  (0/100)
Level:: 10

MensagemAssunto: Re: Ficha de Mirphak de Virgem   Dom Set 09, 2012 10:13 am

Gostei Bastante da sua ficha.

Aprovado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://saintseiyaeternal.forumeiros.com
 
Ficha de Mirphak de Virgem
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Ficha] - Sora D. Pierre
» Ficha - Lord Lucario
» ~ Como Atualizar sua Ficha ~
» [Ficha] Ryujin
» FICHA Aurora

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya Eternal :: Rpg On :: Fichas de Personagens-
Ir para: